segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Vencendo desafios


Vencendo desafios


Se alguma vez eu penso em desistir
há uma voz que diz: não desanime,
se continuas logo se define
uma vitória certa no porvir.

A experiência da vida nos previne
que há necessidade de insistir
nos caminhos que estamos a seguir
mesmo que aos obstáculos se abomine

Os desafios à vida dão sabor
conquanto de momento sejam maus
são para o crescimento quais degraus


Movidos pela fé e pelo amor
não temeremos pedras na estrada
e vamos completar nossa jornada.

Rosangela Colares

FONTES DE INSPIRAÇÃO

Qual a fonte inspiração,
além de poeta ser?
É tudo tentar poetar.
É poesia fazer.
É ver no azul do mar,
estrelas jogadas do céu,
extrair do amargo fel,
o mel e a boca adoçar.
É fazer o pranto calar
e chorando fazê-lo sorrir,
de almas emocionar,
com nossa emoção do sentir.
Em tudo sentir poesia,
do feio, bonito fazer,
transbordando fantasia,
na arte fulgás de viver.

Rosangela Colares

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Resgate e de Restauração.





O livro de Rute tem a grande apelação universal. Na superfície, é a história de uma mulher virtuosa. Mulher nova que saiu de sua família e de sua nação para moldar sua vida com um povo de uma religião que não conhecia previamente. Seu pensamento era puro, o caráter nobre no comportamento.
Ganha o papel de progenitora de uma dinastia real.
É impressionante a sua dignidade e o seu comportamento refinado, extraído da sua pureza e a força de sua fé.
A história de Rute nos deixa com a impressão de otimismo, a esperança, confiança é um sentimento de realização.
Há, entretanto, muito mais de Rute para conhecermos porque ela é uma história de resgate e de restauração.
É precisamente este elemento que traz em nossos pensamentos as emoções e os sentimentos mais profundos e que nos faz despertar o sentido da identificação e relevância a nossas próprias vidas individuais e pessoais, a nossos próprios esforços com distanciamento e desespero, ao nosso próprio desejo e a busca para a restauração.
Nós, como Rute, às vezes estamos longe de nossa terra natal, mas acreditamos em um porvir de vitórias. Como ela, nós às vezes estamos longe para retornar à terra prometida, muitas vezes em determinados momentos, achamos que não vamos conseguir.
A história de Rute ensina-nos que aquele resgate deve ocorrer dentro de uma família, de uma comunidade, e de uma nação.
Muitas vezes precisamos de um consolo, um conforto, mas não encontramos quem o faça, e geralmente no momento em que mais precisamos, somos esquecidos.
Nós naturalmente somos formados por nossa família, e identidades nacional e cultural. Estas são limitações pessoais, mas nós podemos aproximá-las e juntá-las com outras.
Rute transformou o antepassado dos reis; porque deu a bondade e a devoção à outra nação.
Naquele momento ela não fora somente a Moabita, mas também uma Judia; não deixou uma sociedade para atrás, mas se preocupou em juntar, em unir-se, e por isso alcançou o livramento, a salvação é a bondade.
“Este pergaminho não contém leis de pureza ou impureza, nem o que é permitido ou proibido. Por que se escreveu? Para ensinar a recompensa daqueles que tratam amavelmente os outros.” Rute, como nós dissemos, é uma história exemplar de resgate; entretanto, é uma história complexa, dentro do que podem ser discernidos três ciclos interconectados.

O primeiro é a semente de Elimeleque que retorna ao seu povo. E seus filhos saíram de sua nação, mas sua viúva, a nora e sua geração retornam.
O segundo círculo é o retorno da filha de Ló a sua posição legal na família de Abraão. A família de Ló desceu na licenciosidade e na carnalidade (ver o Gênesis 19). Assim, separou-se do destino messiânico de Abraão para a humanidade. Com Ruth a aliança messiânica retorna para Davi que seria seu bisneto. Este retorno, como todos os retornos, não era esforço fácil. Os traços de sua herança Moabita(amaldiçoada) eram como tropeço para Davi e Salomão.
Sua missão como uma atalaia era quebrar completamente a maldição que Ló gerou em um ato irresponsável, tomado pela bebida; com suas filhas, cometendo um incesto.
O Terceiro ciclo: Salomão casou com muitas esposas e ficou longe da vontade de Hashem (Hashem, do hebraico O Nome. É uma forma para designar Deus, no judaísmo, visto que o verdadeiro Nome de Deus YHWH, foi perdido após a Segunda Destruição do Templo, o de Salomão).
O desejo sexual de Ló, que gerou a geração de Moabe destruiu as vidas de outros descendentes de Davi: Adonias, Amon, e Absalão.
Davi ele mesmo foi testado nas experimentações de Mical, de Abigail e, naturalmente, de Bate-Seba. Sabendo da historia, nós podemos apreciar seu sucesso final em superar uma tentação ainda maior. Outra lição que este livro nos ensina, a sua existência requer a separação.
_________________________________
Noemi beija Rute e foi com ela a seu futuro, mas Orfa beijou-a e voltou para o seu passado.
Aquela que voltou se transformou outra vez na filha do Ló. Cem homens impregnaram-na e dessa semente veio Golias que enfrentou Davi em cima do campo fatal da batalha. “Temos na história um exemplo negativo e outro exemplo positivo de amor”: Orfa é um exemplo do amor negativo: (representa o amor deste mundo) O amor do mundo busca o seu próprio interesse. Orfa pensou em si mesmo e partiu para buscar o seu interesse e seu bem-estar. Orfa era “insegura e abandonou Noemi na hora em que ela mais precisava”.
Rute é o exemplo do amor positivo: (representa o amor de Deus): O verdadeiro amor: “paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal; não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta”. (ICO 13: 4-7). Rute amava Noemi com um profundo amor, a ponto de renunciar a sua liberdade e decidir viver ao seu lado até a morte, independente da situação que poderiam passar. Ela abriu mão dos seus próprios interesses para buscar o bem-estar da sua companheira.
Quando realizamos casamentos aqui, essa é a passagem que usamos para profetizar, abençoar os casais, em sua fidelidade no seu relacionamento. Nós enfrentamos as escolhas diárias de nossas vidas e estas escolhas têm consequências. Nós recuperamos e nos redimimos, mas nós também devemos rejeitar; este não é um processo fácil e há muitas armadilhas.
Nenhuma quantidade de auxílio Divino pode permitir que nós escapássemos do dever para enfrentar a verdade que nós já sabemos, mas o coração diz: não para a mente. Para o raciocínio.
Antes da salvação, vem a separação de bom o do mal, o diabólico, daquele que deve ser resgatado, daquele que deve, possivelmente passará pelo o processo de sentir-se rejeitado e abandonado.
A redenção Messiânica para Davi, que está no apoio da história. Até mesmo para os judeus que praticam a cabala, ensinam que as três sílabas de Adam (em inglês) estão para os três estágios da história humana. A para Adam, D para Davi e M para o Messias. O livramento de Rute é assim uma parábola para o panorama inteiro da história humana e este elemento não esta longe da superfície deste livro. Já perceberam a importância do papel dessa mulher, para o resgate de todos nós, até mesmo gentios?
Eu espero que você ouvinte e seguidor da palavra de Deus que é fiel e verdadeira mergulhem nas águas dessa fonte que não faz acepção, mas que alimenta nosso espírito e transformam homem e mulher feitos a imagem e semelhança de Deus. Em verdadeiras atalaias para o cumprimento das suas promessas. Espero que enquanto tento redigir estas águas profundas e vivas, virei ser impressa pela sabedoria e pela honradez do mestre Jesus, através do seu Santo Espírito. Transmitindo-lhes a verdade que liberta e transforma pensamentos, decisões, atitude e escolhas, e que tenhamos a sabedoria, humildade, o amor positivo, que superabunda na verdadeira graça, e nos faz cumprir fielmente com a missão cabida á cada um de nós pelo o Rabi, o mestre Jesus. Sem acepção, sendo libertos e não escravos da tradição do homem, ou das leis exercidas pelos os mesmo, e para que, libertos de tais sentimentos possamos viver e conviver com o ide do nosso senhor Jesus Cristo, na paz!
No amor de Cristo

Pastora Rosangela Colares

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Só se vê o bem com o coração!

Seja Bem Vindo!

Poesia para as mães de Bráulio Bessa

Vixe...
O cabra pode escolher muita coisa nessa vida...
Ser artilheiro ou goleiro,
pedalar ou correr,
Inté o sabor das coisas a gente pode escolher!
Mas a coisa mais joiada, mais preciosa,
mais arretada da vida da gente,
Simplesmente não se escolhe...
A MÃE!
Ela que é um pedacim de Deus no mêi do mundo,
Um tantim assim de bravura,
e um tantão assim de ternura.
Mãe é doce feito mel de rapadura,
macia feito algodão,
cheirosa feito milho na fogueira
numa noite de São João.
Mãe é pura perfeição,
não tem pra que escolher.
E mesmo assim,
se eu tivesse a graça desse poder,
de todas as mães do mundo,
teria escolhido você!"

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Vejo um arco-ìris





 
Eu vejo estes dias, em que a chuva cai pela janela... E ainda assim, quando chego a fechar os olhos, um outro mundo me vem ao olhar.
Quero que sintam comigo a esperança sendo renovada, a partir da ponta dos dedos para o nascimento das emoções “AS PALAVRAS”  Vejo um arco-íris, com toda beleza que o céu pode oferecer, onde o cinzento desaparece antes que chegue o brilho da aurora.  Rosangela Colares

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Confissão!





Confissão
Lindos Grãos da areia dourada 
Me rastejo por ela, e escrevo
O que está oculto em minha alma
As palavras escorrem por meus dedos
Lentamente vem a onda e as levam
 
Tome este beijo sobre a fronte! 
E nessa despedida, eu confesso:
Você não está errado,consideremos 
Que seus dias têm sido um sonho; 
Esperou que voasse contigo
 
Em uma noite, ou em um dia, 
Em uma visão, ou somente em um sonho, 
É portanto um desejo, ou um sonho? 
Quem não sonha, quem não deseja?
Mesmo que seja o impossível
 
Rosangela Colares




Confissão
Uma confissão que tornou um momento mágico me fez buscar
Uma luz, um filamento na Bíblia
No entreabrir de uma página sagrada, me fez tremer nas emoções caladas
Coloco a maldita sombra de sensualidade em cativeiro
Uma sensível declaração .....................
Deixando-me desajeitada, olhando aquelas palavras
Caindo como uma cortina em um tom temporariamente sublime
Pensando em estender a mão para a árvore, mas...
Esse jardim, essa árvore esta fora de alcance da maledicência!
Rosangela Colares


Confissão
Sob o véu da pesada e grande confissão
Confesso a você, senhor... tudo é confusão.
Essa é a enormidade dos meus sentimentos
Um sonho que eu humildemente acaricio...
Tecido iridescente, gostaria inverter.
Sou sempre dedicada... Sempre
Se eu sorrio ao vento, fico feliz
Neste ritmo ideal que às vezes é fatal
Penso em você com freqüência...
Ao ritmo dos dias, o vento,
Confesso que eu te adoro e sinto-me segura
Essa é a minha confissão.
Rosangela Colares

sábado, 25 de janeiro de 2014

Uma estrela diante dos meus olhos




Uma estrela diante dos meus olhos

Hoje a luz da lua cor de prata levou a escuridão.
Sem fazer barulho.
Na emoção da tinta que saem da ponta dos meus dedos, a poesia
A rima dança na pista ao lado do coração
O sopro da felicidade acaricia meus pensamentos
Abre-se o portal do amor
Chegam-me o eco dos anos dourados
Vejo uma estrela diante dos meus olhos.


Rosangela Colares