segunda-feira, 26 de abril de 2010

ESPERANÇA




Hoje eu vou falar sobre o orgulho. Particularmente aquele que impede relações normais entre as pessoas. O que cria barreiras e cega. O que está em quase todo mundo, só que umas pessoas conseguem lidar mais facilmente com ele. Algumas têm a coragem de lutar contra e vencê-lo, elas se liberam. E ficam leves depois. Outras pessoas morrem afogadas no seu eu e se perdem. É triste ver pessoas que não dobram o joelho. Não o físico, mas o da alma. Pessoas que se sentem grandes o bastante para não ter que baixar a cabeça. Que não pensam no que dizem e não admitem uma falha pessoal. Pessoas envenenadas do seu eu. Há tanta e tanta gente assim! Mas se essa atitude conduz a algum lugar, certamente não é ao céu( um estado, dimensão)melhor. E se não caminhamos para o céu(mundo de paz e verdadeira realização), que valor pode ter essa vida? O mundo precisa de muito cimento, muita cola, muita tinta nova! Precisa de reconstrução, de renovação. E nós podemos ser esses restauradores, começando dentro de casa, com humildade e amor. Eu sei que muitas coisas que digo parecem irreais. Não somos santos e diariamente temos que enfrentar um mundo que nem sempre nos oferece flores. Mas se ninguém mais plantar a bondade, a humildade, o amor real, a tolerância, dentro de algum tempo nada disso vai mais florescer na terra. Porém, se com insistência lançarmos nossa semente, podemos dizer que ainda há esperança. Podemos, todos, individualmente, ser pessoas melhores e isso não é utopia.

Rosangela Colares

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Sim, sou inalcançável por ti




Lindos Grãos da areia dourada
Me rastejo por ela, e escrevo
O que está oculto em minha alma
As palavras escorrem por meus dedos
Lentamente vem a onda e as levam

Tome este beijo sobre a fronte!
E nessa despedida, eu confesso:
Você não está errado,consideremos
Que seus dias têm sido um sonho;
Esperou que voasse contigo

Em uma noite, ou em um dia,
Em uma visão, ou somente em um sonho,
É portanto um desejo, ou um sonho?
Quem não sonha, quem não deseja?
Mesmo que seja o impossível



Sim, sou inalcançável por ti

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Vale dizer eu te amo






Todos nós precisamos de afeto. Às vezes temos alguma dificuldade para expressar nossos sentimentos, acreditamos que as pessoas saibam o que sentimos e que é o suficiente.
Há muitas pessoas que morrem de fome no mundo, como todos sabemos, mas quantos morrem de solidão? A estatística aumenta a cada dia.

Freqüentemente recebemos mensagens falando como devemos dizer às pessoas que nós a amamos, porque não estamos certos se esta talvez não seria a última vez que iremos vê-los. Mas isto é só para remover-mos o peso da consciência, porque sabemos que as pessoas que amamos podem desaparecer de um momento para o outro.

Devemos nos preocupar com às pessoas que amamos como se estivéssemos conquistando um belo sorriso ou um olhar especial. Ainda o mais importante, seu coração.

Um dos maiores prazeres da vida é ver a felicidade daqueles que nos são caros. Alguns anos atrás eu escrevi algo para uma amiga num momento em que ela não estava sentindo-se bem: "Não fique triste. Se você está triste, eu vou ficar triste. E eu não quero que me vejas triste ..."

Em contrapartida ganhei um grande sorriso. Neste período, aparentemente egoísta, acabei por dizer uma grande verdade. Sim, porque se não fizermos com que os outros sejam feliz para eles, devemos fazê-lo, pelo menos para nós. Quando estamos bem, aprendemos nem que seja um pouco um com o outro.

Podemos saber que alguém nos ama e que nos faz feliz, mas como explicar a grandeza da felicidade que sentimos se não tivermos o poder de transforma-lo em palavras, gestos? Quando assim o fazemos, nos sentimos amado duas vezes mais. Assim, é muito importante que as pessoas saibam como eles são importantes para nós, como nossos dias podem brilhar com um sorriso ou um gesto inesperado.

E luz é algo que, quando usamos, para além de nós, iluminaremos a cruz, e ela também nos ilumina.
O amor que damos às pessoas, recebemos em troca, se não delas mesmas, recebemos de Deus, acredite, é uma recompensa natural.

Sabendo que alguém acredita em nós, alguém que nos ama, apesar da distância, dos nossos defeitos, os nossos momentos de dor e dificuldades, a nossa alma torna-se cheia de paz e serenidade. É como uma lufada de ar fresco, quando precisamos de espaço para respirar. Ela renova o espírito. E com a renovação do espírito, o dia pode parecer diferente, o mundo pode ser diferente.

É a minha pequena lição de hoje. Não que eu dei, mas que aprendi.

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Poema inacabado








Poema inacabado

Gostaria de compor uma sinfonia
Em arpejos sagrado no céu de sua vida,
Como um concurso de melodias de Mozart
E faze-los voar em um vento de loucura.

Gostaria de inventar poemas de amor
Para você recitar com voz de veludo
Á borda do teu coração sempre bordar a palavra AMOR
Ligado a mim noite e dia.

Eu lhe daria luz como o nascer do sol
O beijo da brisa o suspiro da primavera.
A beleza da canção do rouxinol
Que transcende a noite as estrelas de prata

Eu gostaria de levá-lo para lugares distantes
Banhado pelo o oceano de sonhos do infinito
..................................................................
..................................................................
..................................................................


Rosangela Colares

_________________________________________________________



Viver é duro? Claro!
Acumulamos erros, fatos distorcidos de nós mesmos. Saldo de duras batalhas, e não ceder, mesmo quando retornam diariamente.
Viver é vasto quando deveria ser simples.
Mas é preciso tanto, e sempre saber escolher, saber dizer não diante do sim que achamos que é inevitável.

È preciso ter sucesso, sem ser pedante, e não envelhecer o espírito.
Não fraquejar, o mundo gosta de vencedores.
Tem que correr contra o relógio, contra o desencanto, contra as contas da vida.
E tudo isso sem perder a poesia e o humor, porque nada mais chato que o triste permanente.
É...eu sei, tem dias em que a gente só quer algumas flores sem que precisemos nenhum esforço né?
Pois é...
Cheiro de flor e maresia no ar...

Rosangela Colares


Permanência a fatos.





Há pouco falava com alguém sobre razão x emoção.
Há uma música que diz assim:
“nada do que foi será, do jeito que a gente viu há um segundo”.

Nossa tendência é querer permanências a fatos, pessoas e estados.
Permanências que são impossíveis.
Mas nos recusamos a aceitar isso porque assim
a impressão de perda se torna quase insuportável.
Só que as mudanças acontecem à nossa revelia.
Porque, então, tanto questionamento?
Sabemos o que esperar: um movimento como o do mar, num vai-e-vem que traz o desconhecido para ser desbravado.
Depende de nós esperarmos pela onda ou passar
a vida tentando fugir dela.
Que as ondas do mar da vida venham com o sopro suave
do Espírito santo sobre nós, nos guiando em todos
os seguimentos da nossa vida.

Rosangela Colares