segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

No Caminho da esperança!

No coração da minha viagem, o vento sussurra e o lago torna iridescente levantando um dia novo, limpando meu acordar e a minha amargura.
O vento varre a neblina e abre a porta dos sonhos. Ele faz dos pensamentos extraordinários uma sabia revelação. Vem e vai sem deixar rastro, sobe e desaparece como se houvesse algum sentimento. O dia com o sol, as montanhas e o lago são calmos.
Então despertou em mim um novo caminho, o da ESPERANÇA.

Rosangela Colares


FONTES DE INSPIRAÇÃO

Qual a fonte inspiração,
além de poeta ser?
É tudo tentar poetar.
É poesia fazer.
É ver no azul do mar,
estrelas jogadas do céu,
extrair do amargo fel,
o mel e a boca adoçar.
É fazer o pranto calar
e chorando fazê-lo sorrir,
de almas emocionar,
com nossa emoção do sentir.
Em tudo sentir poesia,
do feio, bonito fazer,
transbordando fantasia,
na arte fugaz de viver.

Rosangela Colares


Um comentário:

Walter disse...

Querer é caminho, é esperança!

Um querer
É mais que sonho
É barco sem motores
Que navega além nuvens
Atravessa o infinito
Num sopro de luzes
Um querer é ter
Nas mãos o coração repleto
De emoções a passar leve
Sobre pedras
A buscar o encanto
De teu pensar perdido
Entre os murmúrios das estrelas...

Há querer no Caminho da Esperança!